Preços Agropecuários: queda de 0,91% na primeira quadrissemana de abril

           Na primeira quadrissemana de abril de 2009, o Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1,2 indicou queda de 0,91%. O índice dos produtos de origem vegetal (IqPR-V) ficou praticamente estável (-0,09%), mas o índice dos produtos de origem animal (IqPR-A) registrou variação negativa de 2,95% (Tabela 1).

Tabela 1. Variação Percentual do IqPR, Estado de São Paulo, 1.ª Quadrissemana de Abril de 2009.

São Paulo

São Paulo s/cana

IqPR

- 0,91%

- 2,74%

IqPR-V

- 0,09%

- 2,54%

IqPR-A

- 2,95%

Fonte: Instituto de Economia Agrícola

Quando a cana-de-açúcar é excluída do cálculo do índice, devido a sua importância na ponderação dos produtos, a variação do IqPR cai ainda mais (-2,74%) e o IqPR-V (produtos vegetais) fecha em -2,54% (Tabela 1).

Tabela 2 - Variações das Cotações dos Produtos, Estado de São Paulo, 1.ª Quadrissemana de Abril de 2009.

Origem

Produto

Cotações (R$)

Variação

(%)

1ª Março

1ª Abril

VEGETAL

Amendoim

21,40

18,75

- 12,37

Arroz

43,06

41,99

- 2,49

Banana nanica

6,46

6,15

- 4,90

Café

258,00

257,00

- 0,39

Cana-de-açúcar

270,78

275,38

1,70

Feijão

79,06

66,68

- 15,65

Laranja p/ Indústria

8,50

6,23

- 26,67

Laranja p/ Mesa

10,56

11,16

5,69

Milho

18,35

17,22

- 6,14

Soja

44,81

43,27

- 3,45

Tomate p/ Mesa

14,99

27,80

85,52

Trigo

28,85

30,00

3,98

ANIMAL

Carne Bovina

79,46

75,98

- 4,37

Carne de Frango

1,78

1,66

- 6,54

Carne Suína

39,85

40,47

1,54

Leite B

0,73

0,72

- 0,83

Leite C

0,63

0,63

- 1,16

Ovos

44,02

46,38

5,36

Fonte: Instituto de Economia Agrícola

            Os produtos do IqPR que registraram as maiores altas nesta quadrissemana foram: tomate (85,52%), laranja para mesa (5,69%), ovos (5,36%) e trigo (3,98%) (Tabela 2).

            A acentuada variação de preços do tomate está de acordo com o padrão de variação estacional observado nos últimos anos. O fim da safra de verão provoca picos de preços nos meses de março e abril e os baixos preços de fevereiro servem de base para a variação acentuada.

            Para a laranja de mesa o maior consumo de suco associado à escassez relativa de produto nesta época do ano impulsionou os preços para cima. Ressalte-se que os preços atuais da fruta estão ainda expressivamente menores que os verificados em igual período de 2008, o que revela uma fase de recuperação.

            A alta do preço dos ovos é decorrente do aumento de consumo, em virtude do período de quaresma, como também, provavelmente, o aumento do desemprego que induz ao maior consumo de proteína animal de menor elasticidade renda da demanda, ou seja, mais barata.

            Os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços na primeira quadrissemana de abril foram: laranja para indústria (26,67%), feijão (15,65%), amendoim (12,37%), carne de frango (6,54%), milho (6,14%) e banana (4,90%) (Tabela 2).

            Os preços da laranja para a indústria estão em queda (mesmo com previsão de safra menor que a anterior) em função da expectativa de demanda internacional retraída pela crise e existência de estoques altos.

            O patamar de oferta de feijão tem pressionado para o recuo das cotações, além de que já se observa uma redução de consumo face ao aumento do desemprego urbano.

            A queda nos preços do amendoim ficou mais acentuada que a verificada em março de 2009 com a ocorrência da safra de verão, que acarreta cotações mais baixas nos meses de março a maio.

Figura 1 - Evolução dos índices quadrissemanais de preços agropecuários, 1.ª quadrissemana de setembro de 2008 à 1.ª quadrissemana de abril de 2009.

Fonte: Instituto de Economia Agrícola.

            O comportamento da evolução dos índices quadrissemanais de preços mostram um recuo em relação a quadrissemana anterior, sendo que o IqPR e o IqPR-V (produtos vegetal) que estavam com variações positivas e leve tendência de crescimento, recuaram na casa de 1 ponto percentual, fechando no vermelho. Para o IqPR-A (produtos animal), o índice caiu mais 0,5 ponto percentual, seguindo a tendência de queda, puxadas pelas cotações das carnes bovinas e de frango.

            No período analisado, 6 produtos apresentaram alta de preços (4 de origem vegetal e 2 de origem animal) e 12 apresentaram queda (8 de origem vegetal e 4 produtos de origem animal).
_______________________________________________________________
¹
A fórmula de cálculo do índice (IqPR) é a de Laspeyres modificada, ponderada pelo valor da produção agropecuária paulista. As cotações diárias de preços são levantadas pelo IEA e divulgadas no Boletim Diário de Preço. As variações são obtidas comparando-se os preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os preços médios das quatro primeiras semanas (base), sendo a referência 08/03/2009 a 08/04/2009 e base =09/02/2009 a 07/03/2009.

²Artigo completo com a metodologia: Pinatti, E.; Sachs, R.C.C.; Angelo, J.A.; Gonçalves, J.S. Índice quadrissemanal de preços recebidos pela agropecuária Paulista (IqPR) e seu comportamento em 2007. Informações Econômicas, São Paulo, v.38, n.9, p.22-34, set.2008. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=9573.

Data de Publicação: 15/04/2009

Autor(es): Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
José Alberto Angelo (alberto@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
José Sidnei Gonçalves (sydy@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Luis Henrique Perez (lhperez@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor