Preços Agrícolas sobem 12,78% em 2018: dezembro termina estável

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1, 2 (que mede a variação dos preços recebidos pelos produtores paulistas) registrou pequena alta de 0,07% no mês de dezembro/2018 na comparação com o mês anterior, puxado principalmente pelo IqPR-V (grupo de produtos de origem vegetal), que subiu 0,38%. No sentido contrário, o IqPR-A (produtos de origem animal) apresentou variação negativa de 0,59%. Na tabela 1, além dessas variações são apresentadas as oscilações do final de novembro/2018, das quatro quadrissemanas de dezembro/2018 e o acumulado dos últimos 12 meses para os índices calculados “com a cana-de-açúcar” e “sem a cana-de-açúcar”.

 

 

Quando a cana-de-açúcar (que em dezembro teve queda no preço da tonelada no campo de 1,89%) é excluída do cálculo do índice na ponderação dos produtos, o IqPR (geral sem cana) registra um aumento de 1,68 %, 1,61 ponto percentual acima do IqPR com cana. (Tabela 2). Já o IqPR-V sem cana variou positivamente em 4,61%, ou seja, 4,54 pontos percentuais superior ao IqPR-V com cana (Tabela 1).

Os produtos do IqPR que apresentaram as maiores elevações nas cotações do mês de dezembro/2018 em relação a novembro/2018 foram, pela ordem: feijão (43,23%), banana nanica (13,59%), batata (9,65%) e milho (4,87%) (Tabela 2).

 

 

Já os principais produtos que apresentaram quedas de preços nesse último mês do ano foram: leite cru refrigerado (-13,76%), amendoim (-3,19%), café (-2,25%) e a cana-de--açúcar (-1,89%) (Tabela 2).

Em resumo, no mês de dezembro, 11 produtos apresentaram alta de preços (8 de origem vegetal e 3 de animal) e 8 apresentaram queda (6 vegetais e 2 de origem animal).

 

ACUMULADO DE 2018 DO IQPR COM CANA

No acumulado dos últimos 12 meses (dezembro/2017 a dezembro/2018), todos os índices apresentaram variações positivas: o IqPR (geral) alcançou 12,78%, o IqPR-V (vegetal) chegou a 14,96% e o IqPR-A (animal) foi o que menos subiu, atingindo variação de 7,14% (Figura 1).

 

 

No período de dezembro/2017 a dezembro/2018, o IqPR apresentou comportamento similar ao IqPR-V, apresentando as maiores altas nos meses de abril e outubro/2018. Já o IqPR-A se caracterizou pelas oscilações entre os meses de abril e junho/2018 (Figura 2). Num ano caracterizado pelas altas nos preços agropecuários, o IqPR apresentou variação negativa apenas no mês de julho (Figura 2).


Apesar da maioria absoluta dos produtos apresentar altas acentuadas no acumulado de 2018, o fato do preço médio da cana-de-açúcar (que tem grande peso nos índices) ter se desvalorizado 1,48% impediu uma apreciação maior para o IqPR e o IqPR-V. Já para o IqPR-A, com os ovos apresentando alta retração nos preços recebidos pelos granjeiros paulistas (-9,94%), viu-se o índice animal com ascensão mais reduzida no acumulado dos últimos 12 meses.  

____________________________________________________________________

1A fórmula de cálculo do índice (IqPR) é a de Laspeyres modificada, ponderada pelo valor da produção agropecuária paulista. As cotações diárias de preços são levantadas pelo IEA e divulgadas no Boletim Diário de Preço. As variações são obtidas comparando-se os preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os preços médios das quatro primeiras semanas (base), sendo a referência = 01/12/2018 a 31/12/2018 e 
base = 01/11/2018 a 30/11/2018.

 

2Artigo completo com a metodologia: PINATTI, E. et al. Índice quadrissemanal de preços recebidos pela agropecuária paulista (IqPR) e seu comportamento em 2007. Informações Econômicas, São Paulo, v. 38, n. 9, p. 22-34, set. 2008. Disponível em: <http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=9573>. Acesso em: jan. 2019.

 

Palavras-chave: preços agrícolas, preços recebidos, indicadores.

Data de Publicação: 14/01/2019

Autor(es): Danton Leonel de Camargo Bini (danton@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor