Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista Apresentou Alta de 0,95% em Junho de 2022: acumulado de 12 meses fechou positivo em 24,89%



O índice de preços recebidos pela agropecuária paulista (IqPR)1, 2 fechou junho de 2022 com alta de 0,95% (Tabela 1). Separados por grupos de produtos, tanto os de origem vegetal (IqPR-V) quanto os de animal (IqPR-A) apresentaram altas respectivas de 0,59% e 1,90% (Tabela 1).



Com a ausência da cana-de-açúcar, que caiu -0,43% em junho e é o principal produto na formação do índice, as altas nos preços da banana-nanica (+33,33%), do leite (+7,42%), do amendoim (+7,36%) e da carne de frango (+4,70%) (Tabela 2) se destacaram para um maior reajuste do índice geral IqPR e do IqPR-V sem cana, que variaram na ordem de +1,98% e +2,05% (Tabela 1).



 

Para a banana nanica, a diminuição da temperatura média entre o final do outono e o início do inverno reduziram o ritmo de desenvolvimento dos frutos. Destaca-se também a expectativa de menor produção anunciada no levantamento de Previsão de Safras de abril realizado pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), apontando uma queda de 11,1% de área e 8,4% na produção3.

No caso do leite, ademais os custos relacionados aos insumos já virem sofrendo reajustes desde 2021, o ciclo sazonal adentrado no segundo trimestre (abril a junho) - e que se acentuará no terceiro trimestre (de julho a setembro) – caracteriza-se como o período no qual os gastos com suplementação alimentar aumentam, devido à estiagem que reduz a oferta de pastagens.

Já o amendoim, sendo base de muitos doces e pratos tradicionais das festas juninas que voltaram a ser presenciais em todo país, viu sua demanda aquecer e os preços recebidos pelos produtores apresentaram reajustes.

 

 

 

ÍNDICES ACUMULADOS NOS ÚLTIMOS 12 MESES

No acumulado de junho de 2021 a junho de 2022, todos os índices apresentaram reajustes positivos (Figura 1). Nesse intervalo de 12 meses, 10 produtos do levantamento tiveram reajustes e 5 apresentaram quedas. Nesse intervalo, o IqPR variou positivamente em 11 dos 12 meses analisados (Figura 2), num acúmulo de reajuste de 24,89% (Figura 1). No que se refere ao indicador de produtos de origem vegetal (IqPR-V), as altas acumuladas da batata (419,08%), do tomate para mesa (109,46%), da banana-nanica (103,51%), do café (58,70%) e da cana-de-açúcar (32,26%) sedimentaram seu reajuste em 32,41% para o período em análise (Figura 2).



Nesse intervalo de 12 meses, a alta do IqPR-A foi de 6,49% (Tabela 1). Destaca-se que essa diferença em relação aos outros indicadores se justifica principalmente pelas quedas dos preços das carnes suína (-9,31%) e bovina (-2,86%) no intervalo de junho de 2021 a junho de 2022 (Tabela 2). 

 

 

1A fórmula de cálculo do índice (IqPR) é a de Laspeyres modificada, ponderada pelo valor da produção agropecuária paulista. As cotações diárias de preços são levantadas pelo IEA e divulgadas no Boletim Diário de Preço. As variações são obtidas comparando-se os preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os preços médios das quatro primeiras semanas (base), sendo a referência = 01/06/2022 a 30/06/2022 e base = 01/05/2022 a 31/05/2022.

 

2Artigo completo com a metodologia: PINATTI, E. et al. Índice quadrissemanal de preços recebidos pela agropecuária Paulista (IqPR) e seu comportamento em 2007. Informações Econômicas, São Paulo, v. 38, n. 9, p. 22-34, set. 2008. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=9573. Acesso em: jul. 2022.

 

3CAMARGO, F. P. de et al. Previsões e Estimativas das Safras Agrícolas do Estado de São Paulo, Ano Agrícola 2021/22, Abril de 2022. Análises e Indicadores do Agronegócio, São Paulo, v. 17, n. 6, jun. 2022, p. 1-16. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/TerTexto.php?codTexto=16052. Acesso em: jul. 2022.



Palavras-chave: IqPR, índice, preços recebidos, índices agrícolas, variações, indicadores.



COMO CITAR ESTE ARTIGO

BINI, D. L. de C.; LOPES JÚNIOR, A.; PINATTI, E.; MAIORANO, J. A. Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista Apresentou Alta de 0,95% em Junho de 2022: acumulado de 12 meses fechou positivo em 24,89%. Análises e Indicadores do Agronegócio, São Paulo, v. 17, n. 7, p. 1-5, jul. 2022. Disponível em: colocar o link do artigo. Acesso em: dd mmm. aaaa.

Data de Publicação: 19/07/2022

Autor(es): Danton Leonel de Camargo Bini (danton.camargo@sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Antônio Lopes Júnior (antonio.lopes@sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
José Augusto Maiorano (jose.maiorano@sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP